Proposta de assessoria t cnico pedag gica Exerc cio proposto aos participantes do processo de sele o de consultores pela Funda o Lemann Alcir de Souza Caria 21 de Novembro de 2016
Proposta de assessoria t  cnico-pedag  gica Exerc  cio proposto aos participantes do processo de sele    o de consultores ...
Apresenta o O munic pio de Cidad polis signat rio do termo Compromisso Todos pela Educa o comprometeu se em desenvolver um conjunto de a es que promova a alfabetiza o das suas crian as at os oito anos de idade Conforme documento diagn stico compartilhado com a equipe de consultores da Funda o Lemann s o muitos os esfor os que a administra o municipal vem tendo na dire o da constru o de uma rede de ensino garantidora do pleno direito a uma educa o de qualidade Podemos citar por exemplo os investimentos em infraestrutura fisica das escolas considerada de muito boa qualidade presen a de uma coordena o pedag gica em cada uma das 130 escolas para em parceria com a dire o escolar realizar uma melhor gest o pedag gica do trabalho escolar composi o de um corpo t cnico pedag gico inicialmente lotado na Secretaria de Educa o mas que tem a incumb ncia de assessorar as escolas e apoi las no fortalecimento da sua autonomia administrativa e pedag gica entre outros exemplos No entanto apesar dos in meros avan os e melhorias que a rede vem alcan ando o referido documento diagn stico aponta desafios que precisam ser enfrentados com prioridade Em di logo com o prof Guilherme superintendente pedag gico e o prof Rafi secret rio municipal de educa o inicialmente a parceria entre o munic pio de Cidad polis e a Funda o Lemann aponta para dois desafios que precisam ser enfretados S o eles 1 ultrapassar a meta 6 0 do IDEB aproximando se o m ximo poss vel de 6 5 2 Potencializar os momentos semanais de forma o em servi o e de planejamento docente existentes na escola Este documento apresenta as propostas de a es em torno destes dois desafios que apesar de distintos se relacionam e devem ser enfrentados de modo articulado Cordialmente Equipe de Consultores da Funda o Lemann
Apresenta    o O munic  pio de Cidad  polis, signat  rio do termo    Compromisso Todos pela Educa    o   , comprometeu-se ...
Desafio 1 Ultrapassar a meta 6 0 do IDEB aproximando se o m ximo poss vel de 6 5
Desafio 1 Ultrapassar a meta 6,0 do IDEB aproximando-se o m  ximo poss  vel de 6,5
Desafio 1 Ultrapassar a meta 6 0 do IDEB aproximando se o m ximo poss vel de 6 5 O Plano Nacional de Alfabetiza o na Idade Certa PNAIC entende que depois de 3 anos de escolariza o no ensino fundamental a crian a j deve ser capaz de ler e escrever com autonomia e realizar opera es matem ticas simples A Prova Brasil cujo resultado um dos definidores do IDEB aplicada aos alunos do 5 ano do ensino fundamental e tem por objetivo verificar a profici ncia em L ngua Portuguesa e Matem tica Assim algumas pondera es s o necess rias a saber a Quais as crian as dos 4 e 5 anos que ainda n o revelam a profici ncia esperada em L ngua Portuguesa e Matem tica Quem s o elas Onde estudam Em quais niveis de aprendizagem cada uma dessas crian as se encontram b Quais s o os profissionais respons veis por essas crian as Que dificuldades est o encontrando para superar essa defasagem dos seus alunos c Quais a es dever o ser realizadas nos mbitos da escola e da secretaria de educa o para que tais crian as de fato aprendam o que est previsto aprender at o 5 ano em L ngua Portuguesa e Matem tica
Desafio 1     Ultrapassar a meta 6,0 do IDEB aproximando-se o m  ximo poss  vel de 6,5 O Plano Nacional de Alfabetiza    o...
Desafio 1 Ultrapassar a meta 6 0 do IDEB aproximando se o m ximo poss vel de 6 5 O QUE FAZER a Quais as crian as dos 4 e 5 anos que ainda n o revelam a profici ncia esperada em L ngua Portuguesa e Matem tica Quem s o elas Onde estudam Em quais niveis de aprendizagem cada uma dessas crian as se encontram 1 Formar equipe de monitoramento da profici ncia em L ngua Portuguesa e Matem tica com professores e especialistas 2 Elaborar matriz de compet ncia em L ngua Portuguesa e Matem tica indicando os v rios n veis de profici ncia previstos nos 5 anos de escolariza o 3 Elaborar e realizar avalia o das aprendizagens dos alunos dos 4 e 5 anos com base nas matrizes elaboradas 4 Mapear o n vel de desenvolvimento em LP e Matem tica de cada aluno dos 4 e 5 anos
Desafio 1     Ultrapassar a meta 6,0 do IDEB aproximando-se o m  ximo poss  vel de 6,5 O QUE FAZER  a  Quais as crian  as ...
Desafio 1 Ultrapassar a meta 6 0 do IDEB aproximando se o m ximo poss vel de 6 5 O QUE FAZER b Quais s o os profissionais respons veis por essas crian as Que dificuldades est o encontrando para superar essa defasagem dos seus alunos 1 Identificar todos os profissionais que orbitam em torno dessas crian as cotidianamente como professor polivalente professor especialista diretor coordenador pedag gico professor de sala de leitura etc 2 Mapear as dificuldades e caracter sticas de cada um dos profissionais envolvidos diretamente com essas crian as 3 Compor um conjunto de fatores cr ticos para o sucesso desse projeto e realizar as a es necess rias para diminui o dos riscos geradores de insucesso
Desafio 1     Ultrapassar a meta 6,0 do IDEB aproximando-se o m  ximo poss  vel de 6,5  O QUE FAZER  b  Quais s  o os prof...
Desafio 1 Ultrapassar a meta 6 0 do IDEB aproximando se o m ximo poss vel de 6 5 O QUE FAZER c Quais a es dever o ser realizadas nos mbitos da escola e da secretaria de educa o para que tais crian as de fato aprendam o que est previsto aprender at o 5 ano em L ngua Portuguesa e Matem tica 1 Equipe escolar elaborar um plano de a o espec fico que assegure oportunidades diferenciadas de aprendizagem as crian as envolvidas 2 Secretaria de Educa o monitorar periodicamente os avan os de cada uma das crian as identificadas assessorando a escola no desenvolvimento do plano de a o em curso
Desafio 1     Ultrapassar a meta 6,0 do IDEB aproximando-se o m  ximo poss  vel de 6,5 O QUE FAZER  c  Quais a    es dever...
Desafio 2 Potencializar os momentos semanais de forma o em servi o e de planejamento docente existentes na escola
Desafio 2 Potencializar os momentos semanais de forma    o em servi  o e de planejamento docente existentes na escola
Desafio 2 Potencializar os momentos semanais de forma o em servi o e de planejamento docente existentes na escola A gest o do Hor rio de Trabalho Pedag gico Coletivo HTPC feita pelas escolas historicamente sempre se revelou prec ria com as Secretarias de Educa o se abstendo desse assunto reconhecendo a sua gest o estritamente de responsabilidade da escola Com a nova legisla o que assegura ao professor o cumprimento de 1 3 da sua jornada fora da sala de aula em m dia 5 horas por semana 20 horas por m s e pr ximo de 200 horas por ano nota se que este valioso momento precisa ser melhor aproveitado O QUE FAZER Construir em di logo com os professores as diretrizes que orientar o o funcionamento e uso desses momentos semanais definindo tempo para estudo coletivo planejamento coletivo e planejamento individual do professor Realizar um amplo estudo para identificar o n vel de autonomia did tico pedag gica de cada professor de modo a subsidiar as v rias a es de forma o desenvolvidas pela Rede inclusive aquelas que se d o no HTPC Compor uma equipe de professores e especialistas para a elabora o de fichas de estudo sobre os temas identificados como mais priorit rios pela Rede que ser o utilizadas durante a HTPC das escolas Por exemplo construir 20 fichas por ano a serem estudadas ao longo das 40 semanas anuais
Desafio 2     Potencializar os momentos semanais de forma    o em servi  o e de planejamento docente existentes na escola ...
As ideias aqui apresentadas que nasceram de uma primeira e fecunda conversa entre a equipe de consultores da Funda o Lemann superintendente pedag gico e secret rio de educa o precisam ser detalhadas e planificadas identificando as etapas de todo o processo pessoas que ser o envolvidas recursos e estrat gias que lan aremos m o e principalmente as a es de consultoria e de forma o que ser o realizadas pela Funda o Lemann Para isso entendemos fundamental um encontro com o corpo t cnico pedag gico da secretaria de educa o para a socializa o do projeto e em seguida a constru o de uma agenda de trabalho Sem mais Equipe de consultores da Funda o Lemann
As ideias aqui apresentadas, que nasceram de uma primeira e fecunda conversa entre a equipe de consultores da Funda    o L...